Churrasco Gourmet e Vinho

Que tal inovar no cardápio do fim de semana? Convide os amigos para um churrasco gourmet, com carnes suculentas e... bons vinhos


Muitas pessoas pensam que para acompanhar um bom churrasco a bebida ideal é a cerveja. Gostos à parte, costumo dizer que a versatilidade do vinho é surpreendente e mesmo com pratos bem tradicionais podemos ter uma harmonização perfeita. Levando em conta a textura da carne e a maneira do cozimento, grelhada na brasa, os vinhos com sua estrutura e taninos complementam a experiencia, sem causar aquela sensação de estufamento decorrente de bebidas gasosas.


Para que esta experiencia seja ainda mais marcante, proponho o seguinte menu para seu Churrasco Gourmet


Entrada: Salada Ceasar com aspargos verdes grelhados e queijo coalho na brasa. Esta entradinha pede um vinho branco, podendo ser um Chardonnay ou Riesling, que são servidos em torno dos 12 graus, e ficarão bem interessantes especialmente com o sabor tostado dos aspargos e do queijo coalho.


Aperitivos: Linguiça fina artesanal e copa lombo. De um certo modo a carne de porco pode ser acompanhada de certos vinhos brancos, como os propostos na entrada, bem como de tintos de médio corpo, como um Merlot ou Carmenere, e não descartaria um rose, não tão leve, mas um rose de Syrah por exemplo.




Por fim, as Carnes:


- Espetinho de Mignon e Legumes: O mignon é uma carne praticamente sem gordura, e para que o vinho não “apague” o sabor e a textura da carne sugiro um Pinot Noir, leve e com boa acidez.





- Picanha Grelhada com Molho de Pimenta Verde: Para este corte típico do Brasil, sugiro um tinto do Novo Mundo (Brasil, Chile, Argentina ou Uruguai), como um Malbec ou Cabernet Sauvignon, que aportarão além da estrutura, tanicidade e traços aromáticos do terroir local.





- Fraldinha cortada em tiras (a la tagliatta) com Chimichurri: A fraldinha tem suculência, porém pouca gordura por isso um Merlot, um Tempranillo ou um Sangiovese podem ser o par perfeito.




- Costela no Bafo: Rica em gordura e fibrosa, a costela no bafo passa por uma cocção lenta e por isso resulta num pranto tenro e com muito sabor. Para esta carne minha primeira opção é um vinho da uva Shiraz ou um Tannat, ambos com boa estrutura que ajudarão a ressaltar ainda mais os sabores do prato e do vinho.





Espere que gostem e bom churrasco! Para mais dicas como essa, siga-nos no nosso Instagram! É @emporiodibacco :)

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo